START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

osteonecrose-do-joelho

Você já ouviu falar em Osteonecrose?

A osteonecrose é uma doença resultante da perda temporária ou permanente de fornecimento de sangue para os ossos. Como as células ósseas morrem pela falta de suprimento de sangue, a osteonecrose pode levar à destruição da articulação.

Embora possa ocorrer em qualquer osso, a osteonecrose costuma afetar as extremidades do fêmur, o osso que se estende da articulação do joelho com a articulação do quadril. Outros locais comuns incluem: ossos do braço, joelhos, ombros e tornozelos.

A doença pode afetar apenas um ou mais ossos ao mesmo tempo ou mais do que um osso em momentos diferentes. A osteonecrose pode surgir em qualquer idade, mas geralmente aparece a partir dos 30 anos.

Causas da Osteonecrose

Como já foi dito, a osteonecrose se desenvolve quando o suprimento de sangue é interrompido. Sem alimentação adequada, o osso entra em colapso.

Porém, outros fatores podem aumentar a probabilidade da pessoa desenvolver a doença:

Lesão – luxações, fraturas e outras lesões podem danificar os vasos sanguíneos e prejudicar a circulação.

Álcool – O uso excessivo de álcool é outra causa comum de osteonecrose. Pessoas que ingerem álcool em excesso podem desenvolver substâncias gordurosas, que podem bloquear os vasos sanguíneos, causando uma diminuição do suprimento de sangue para os ossos.

Medicamentos corticosteroides – Muitas doenças, tais como asma, artrite reumatoide e lúpus eritematoso sistêmico, são tratados com medicamentos esteroides. Embora não se saiba exatamente porque esses medicamentos podem levar a osteonecrose, pesquisas mostram que há uma conexão entre a doença e o uso de esteroides a longo prazo.

Sintomas da Osteonecrose

A osteonecrose se desenvolve em fases, sendo a dor o primeiro sintoma. Se a doença progredir,  fica cada vez mais difícil mover a parte do corpo afetada. No caso do fêmur, a pessoa pode não conseguir ficar em pé e muito menos andar.

Tratamento da Osteonecrose

O primeiro passo é o tratamento não-cirúrgico, com uso de medicamentos e imobilização da parte afetada. Embora isso possa aliviar a dor ou ajudar no curto prazo, para a maioria das pessoas não trazem melhoria duradoura.

Em boa parte dos casos, é preciso fazer cirurgia. Os procedimentos vão desde a remoção do cilindro interior do osso, passando por remodelar o osso, até a substituição total da articulação.

fonte: http://www.drsergiocosta.com.br/noticia-osteonecrose.html

Sobre o autor:admin